April 14, 2015 / 2:23 PM / 2 years ago

Rosberg deveria ter se esforçado mais, diz Hamilton

3 Min, DE LEITURA

Lewis Hamilton, da Mercedes, joga champagne no rosto de moça no pódio do GP da China de F1, em Xangai. 12/04/2015Carlos Barria

LONDRES (Reuters) - Lewis Hamilton insinuou ser mentalmente mais resistente do que seu colega de equipe na Mercedes, Nico Rosberg, e questionou o quanto o alemão realmente se esforçou para derrotá-lo no Grande Prêmio da China no final de semana.

Nos comentários, que não ajudarão a diminuir as tensões entre a dupla antes do GP do Barein no próximo domingo, o britânico bicampeão mundial ainda declarou a repórteres de seu país que é um piloto melhor que seu rival.

“Eu sempre disse que ele é realmente forte mentalmente”, disse Hamilton nesta terça-feira. “Mas prefiro pensar que estou mais forte este ano”.

Hamilton venceu oito das 10 últimas provas, derrotou Rosberg em nove delas e largou nos três GPs da atual temporada na pole position.

O mal-estar entre os dois, evidente no ano passado durante a disputa pelo título, voltou à tona em Xangai, quando Rosberg acusou Hamilton de comprometer sua corrida pilotando propositalmente devagar e o deixando exposto às Ferraris que vinham atrás.

No final os dois ficaram com a primeira e a segunda colocações pela segunda vez em três corridas.

Embora os pilotos tenham melhorado o ambiente mais tarde, em uma reunião que Rosberg descreveu como "construtiva", nesta terça-feira jornais citaram Hamilton dizendo que o alemão deveria simplesmente ter sido mais competitivo.

“Nico não tentou”, afirmou, repetindo as palavras para enfatizá-las. “Disseram que talvez ele estivesse satisfeito com a segunda colocação, e eu disse ‘bem, essa é a diferença entre nós, eu sempre quero vencer’”.

“E eu teria feito tudo para ultrapassar. Ou pelo menos forçado durante três voltas. Ele não foi veloz o suficiente”, acrescentou.

“Eu quero que o cara cole na minha traseira se tiver ritmo para isso, colado na minha traseira e me pressionando. E se eu não souber me defender, perco”.

Rosberg explicou que arriscava destruir os pneus atacando, mas Hamilton recebeu o apoio de seus superiores na Mercedes pela maneira como administrou a prova.

Mas o britânico foi alvo de mais críticas após as comemorações, quando fotos o mostraram esguichando champanhe no rosto de uma recepcionista no pódio.

“Achamos que Lewis Hamilton deveria se desculpar por suas ações e pensar com cuidado sobre como se comporta no futuro”, opinou Roz Hardie, executivo-chefe do grupo antissexista Object, ao diário Daily Mail.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below