Corredores se reúnem sob frio e segurança reforçada para Maratona de Boston

segunda-feira, 20 de abril de 2015 11:31 BRT
 

Por Scott Malone e Richard Valdmanis

BOSTON (Reuters) - Dezenas de milhares de corredores, incluindo alguns dos melhores do mundo, se reuniram em Boston nesta segunda-feira para a 119ª maratona da cidade, em um dia frio e de chuva fraca.

A segurança foi reforçada perto da linha de largada em Hopkinton, ao longo do percurso de 42 quilômetros e perto da linha de chegada em Boston, por conta do atentado a bomba na corrida de 2013, que matou três pessoas e feriu outras 264, em um dos principais ataques em solo norte-americano desde o 11 de setembro de 2001.

A polícia pediu aos espectadores para não levarem bolsas grandes ou coolers, dizendo que esses objetos seriam submetidos a verificação. Também baniram o uso de drones (aeronaves não tripuladas) no percurso.

A corrida acontece durante uma pausa no julgamento de Dzhokhar Tsarnaev, o cidadão de etnia chechena, de 21 anos, que foi condenado neste mês pelo atentado de 2014. O julgamento continuará em uma segunda fase na terça-feira, quando os procuradores argumentarão se o jovem deverá ou não ser condenado à morte por seus crimes.

"Se existe alguém que merece a punição extrema, é o réu. No entanto, precisamos superar o impulso por vingança", disseram em nota Jessica Kensky e Patrick Downes, que perderam as pernas no ataque.

Diversos corredores amadores se juntaram sob chuva leve e temperatura de 6ºC enquanto aguardavam o começo da corrida.

Shannon McGinn, terapeuta de 39 anos, disse que não estava preocupada com a temperatura e estava mais focava nas memórias do atentado, após ter corrido em 2013.

"Estar aqui é emocionante para mim", disse Shannon. "É muito estressante, mas acho importante correr do mesmo jeito. Eu quero estar aqui", acrescentou.

 
Corredores na largada da Maratona de Boston.  20/04/2015   REUTERS/Dominick Reuter