Vôlei e futebol lideram procura por ingressos para Jogos do Rio

quinta-feira, 23 de abril de 2015 21:36 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Cerca de dois milhões de ingressos para os Jogos de 2016 já foram demandados por torcedores que querem acompanhar de perto as Olimpíadas do ano que vem no Rio de Janeiro, de acordo com o comitê organizador do evento, sendo que futebol e vôlei lideram os esportes mais procurados.

A uma semana do fim do período de solicitações de ingressos para as Olimpíadas, o comitê organizador afirmou nesta quinta-feira ter recebido demandas diversificadas e de todo país.

“A procura é excelente e já temos demanda de todos os Estados e para as 42 modalidades”, disse o diretor de ingressos do comitê organizador, Donavan Ferreti.

Ganhador de medalhas nas últimas edições dos Jogos Olímpicos, o vôlei vem travando uma “disputa acirrada” com o futebol. Os dois esportes coletivos só perdem para a cerimônia de abertura, evento mais demandado até agora.

"A procura para abertura e encerramento é muito grande; são dois grandes eventos e que atraem muita gente", afirmou Ferreti.

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) conta com medalhas em 2016 nos vôleis de quadra e de praia masculino e feminino. Essas medalhas fazem parte da estratégia de colocar o Brasil no top 10 em número de pódios. O critério de ranqueamento do Comitê Olímpico Internacional (COI), no entanto, é por número de medalhas de ouro.

O COB também espera medalhas vindas do futebol masculino e feminino em 2016, mas até hoje o Brasil, pentacampeão mundial de futebol, ainda persegue a medalha de ouro em uma Olimpíada.

“Nossos esportes coletivos como vôlei, futebol e basquete estão na liderança e com boas chances de medalha. Nossa cultura é totalmente diferente dos ingleses, onde o ciclismo e o atletismo lideravam a compra”, declarou o diretor do comitê.

O futebol vai ser disputado em seis sedes: Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Brasília, Manaus e São Paulo. “Nas cidades do futebol, o futebol lidera a demanda por ingressos, mas no Rio e São Paulo...(há) maior procura por vôlei, que encabeça a lista”, disse ele.   Continuação...