Direitos de TV do Campeonato Espanhol devem passar a ser vendidos em conjunto, diz fonte

quinta-feira, 30 de abril de 2015 14:21 BRT
 

MADRI (Reuters) - A Espanha está prestes a aprovar novas regras nas quais os direitos televisivos do futebol espanhol serão vendidos coletivamente, disse uma fonte familiarizada com as medidas planejadas.

Esta ação iria terminar com o atual sistema, em que os direitos são vendidos individualmente pelos clubes, e provavelmente abriria caminho para um aumento de preços.

O atual sistema favorece os grandes clubes, como o Real Madrid, clube mais rico do mundo por renda, e o Barcelona.

Clubes menores, especialmente os que possuem grandes impostos a pagar, pedem há anos por uma negociação em conjunto, e recentemente ameaçaram entrar em greve por conta do assunto.

O Campeonato Espanhol, que teve os direitos televisivos para a maioria dos clubes comprados pela companhia privada Mediapro, é a única grande liga da Europa na qual os clubes negociam seus próprios contratos.

"A reunião do gabinete espanhol irá estudar um novo decreto para uma venda conjunta dos direitos de futebol", disse uma fonte com conhecimento das medidas planejadas.

Analistas calculam que os clubes vão obter coletivamente cerca de 1 bilhão de euros (1,11 bilhão de dólares) por temporada, contra os 700 milhões de euros atuais.

O valor é bastante inferior aos 1,7 bilhão de libras (2,6 bilhões de dólares que os clubes da primeira divisão da Inglaterra vão receber por temporada das emissoras Sky e BT sob um novo contrato entre 2016 e 2019.

(Reportagem de Andres Gonzalez)

 
Jogadores do Real Madrid comemora gol contra o Atlético de Madri na Liga dos Campeões. 22/04/2015. REUTERS/Juan Medina