Suárez garante mais do que gols ao ataque do Barcelona

domingo, 3 de maio de 2015 12:03 BRT
 

BARCELONA, 3 Mai (Reuters) - Após um começo devagar no Barcelona, Luis Suárez agora tem uma taxa de artilharia comparável à de Lionel Messi e Cristiano Ronaldo e seu estilo altruísta também ajudou a instalar um espírito de camaradagem no ataque mortal da equipe.

Nas temporadas anteriores, o jogo do Barcelona foi baseado em passes curtos, mas agora é a falta de misericórdia do trio de ataque que aproxima o clube da segunda Tríplice Coroa em seis anos.

Messi, Suárez e Neymar fizeram 108 gols entre eles e estão de olho no recorde espanhol de 118 gols do trio do Real Madrid, com Ronaldo, Karim Benzema e Gonzalo Higuaín, na temporada 2011/12.

Suárez chegou do Liverpool sob a sombra de uma suspensão de quatro meses por ter mordido o zagueiro italiano Giorgio Chiellini na Copa do Mundo, mas agora já se adaptou e tem 17 gols nas últimas 16 partidas por todas as competições, depois da goleada por 8 x 0 sobre o Córdoba, no sábado.

Durante seus primeiros meses pelo time, depois da estreia em outubro, foi elogiado pela ética coletiva e as assistências. Apenas agora os gols estão começando a fluir e a atitude altruísta está sendo contagiante.

Contra o Córdoba, Messi fez dois gols, mas apesar da competição com Ronaldo pela artilharia, ele recusou a oportunidade de fazer mais um ao permitir que Neymar cobrasse o pênalti.

A atitude do argentino contrasta com uma registrada há uma semana, quando Ronaldo ficou bravo quando Álvaro Arbeloa chegou antes dele na bola para marcar contra o Almería, provocando alguns assovios no Santiago Bernabéuu.

"Estou muito feliz no momento e tudo isso é graças ao apoio e à confiança que meus companheiros têm em mim", disse Suárez.

"Sem eles e minha família, não conseguiria marcar esses gols".   Continuação...