Rio 2016 tem mais de 5 milhões de ingressos solicitados

terça-feira, 5 de maio de 2015 20:19 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Ao menos 5,4 milhões de ingressos foram solicitados por torcedores interessados em acompanhar os Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro, informou o comitê organizador do evento nesta terça-feira.

Segundo o órgão, desse total de reservas há um milhão de pedidos em andamento e em fase de análise.

“Esses números são uma demonstração do entusiasmo e da vontade dos brasileiros em participar desse evento inesquecível”, disse a jornalistas o presidente do Comitê Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman.

A primeira etapa de demanda de ingressos termina na quarta-feira. “Não há mais como prorrogar esse prazo; temos que fazer sorteio com níveis diferentes de preços. Isso aumenta a complexidade do processo. Não temos mais gordura para queimar”, afirmou o diretor de tickets do Comitê Rio 2016, Donavan Ferreti.

Na última quinta-feira, o prazo foi prorrogado por seis dias em virtude do acerto com a cidade de São Paulo para a confirmação da Arena Corinthians no futebol olímpico.

Os moradores do Rio são aqueles que demandaram a maior quantidade de ingressos, mas os de São Paulo são os que solicitaram as sessões esportivas mais caras.

De acordo com o comitê, além de Rio e São Paulo, aparecem na lista dos torcedores que mais demandaram ingressos Minas Gerais, Distrito Federal e Amazonas, que receberão competições de futebol em 2016.

O evento esportivo mais procurado é a final masculina de vôlei (220 pedidos efetuados para cada ingresso disponível), seguida da decisão do basquete, que pode reunir astros da NBA. Em terceiro lugar aparece a final feminina de vôlei.

O resultado do sorteio dessa primeira fase será divulgado em junho e a segunda fase de reserva de ingressos será aberta em julho com resultado do sorteio em agosto. Apenas os que solicitarem ingressos para a primeira fase terão direito de disputar lugares na segunda fase.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier) 

 
Local de construção do velódromo para Rio 2016.  26/02/2015.  REUTERS/Ricardo Moraes