10 de Maio de 2015 / às 16:38 / 2 anos atrás

Rosberg vence Grande Prêmio da Espanha de Fórmula 1 com tranquilidade

BARCELONA (Reuters) - Nico Rosberg derrotou seu companheiro de equipe na Mercedes, Lewis Hamilton, pela primeira vez nesta temporada e reduziu a liderança do atual campeão de Fórmula 1 em 20 pontos, ao vencer com segurança o Grande Prêmio da Espanha, neste domingo.

Hamilton, que venceu três das quatro primeiras corridas do ano, havia perdido a batalha pela pole position, e uma rápida escapada da primeira fila no começo impôs uma corrida de aproximação ao piloto britânico.

Hamilton tentou seu melhor, lutando e recuperando a segunda colocação de Sebastian Vettel, da Ferrari, mas Rosberg manteve-se sempre fora de alcance e terminou a prova 17,5 segundos a frente do rival ao título.

“Esse é um fim de semana incrível. Tudo funcionou no sábado e domingo, tudo se encaixou”, disse Rosberg aos jornalistas após a nona vitória em sua carreira na Fórmula 1, e terceira dobradinha da Mercedes no ano.

“É fantástico ver como ainda estamos dominando dessa maneira”, acrescentou ele.

Hamilton agora possui 111 pontos e Rosberg, 91, com 14 corridas para o final da temporada.

Depois de parar o carro ao lado do Rosberg, Hamilton apertou a mão do piloto alemão e deu um tapa em suas costas em reconhecimento.O engenheiro de prova de Hamilton, que o fez parar três vezes, uma a mais que Rosberg após uma demorada primeira entrada nos boxes, orientou o piloto britânico a tirar o pé nas últimas voltas, em um circuito notório pela dificuldade de ultrapassagem.

“Não acho que seja possível nas voltas que restam, estamos melhor somente observando desta vez, deixando ele tê-la (a vitória)”, disse o engenheiro a Hamilton.

“É possível?”, questionou o britânico, com a resposta do engenheiro respondendo que não havia esperança: “Ele vai reagir se aumentarmos o ritmo. Seria impossível.”

Hamilton reconheceu ter se tratado de uma questão de controle de danos.“Tive um início bastante fraco, faz tempo desde que tive um começo tão ruim”, acrescentou ele.

Vettel, que havia saltado para a segunda colocação logo na primeira curva, terminou em terceiro, embora frustrado em ainda observar as Mercedes à distância.

“Não estou feliz com a diferença (à frente), nada feliz”, disse o tetracampeão, apesar de seu quarto pódio do ano.

A vitória foi a primeira de Rosberg desde o Brasil, em novembro, e fez dele o nono vencedor diferente nos últimos nove anos no Circuito da Catalunha.

Kimi Raikkonen, da Ferrari, ficou entre as Williams, terminando em quinto, atrás do também finlandês Valtteri Bottas e à frente do brasileiro Felipe Massa.

Daniel Ricciardo, da Red Bull, ficou em sétimo, e Romain Grosjean, da Lotus, em oitavo. O espanhol estreante da Toro Rosso, Carlos Sainz, terminou em novo, marcando pontos em casa. O último ponto foi para o russo Daniil Kvyat, da Red Bull, na décima colocação.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below