Controle da bola, e não gols rápidos, é a chave contra o Barcelona, diz Guardiola

segunda-feira, 11 de maio de 2015 11:27 BRT
 

Por Karolos Grohmann

MUNIQUE (Reuters) - O Bayern de Munique não tem planos de ir direto para o ataque e tentar marcar um gol rápido contra o Barcelona na terça-feira, quando tentará reverter a derrota de 3 x 0 sofrida no primeiro jogo da semifinal da Liga dos Campeões, disse o técnico Pep Guardiola nesta segunda-feira.

O clube alemão, que perdeu as últimas quatro partidas pela primeira vez desde 1991, vai tentar manter a posse de bola e defender contra um time que marcou 25 gols nos últimos sete jogos.

"Temos que ser pacientes e não podemos fazer tudo nos 15, 20 primeiros minutos", disse o espanhol a repórteres. "Primeiro temos que jogar futebol e ver o que acontece. Talvez possamos marcar um gol e criar uma atmosfera no estádio", acrescentou.

"Estamos três gols atrás de um grande time, o melhor time europeu nos últimos 15, 20 anos", disse Guardiola, que ganhou 14 títulos em quatro anos como técnico do Barcelona, até 2012.

O Bayern, cinco vezes campeão europeu, ganhou o troféu pela última vez em 2013. O clube estará sem os meias Arjen Robben e Franck Ribéry, assim como o lateral-esquerdo David Alaba e outros jogadores.

"Temos que fazer funcionar dois ou três meses sem eles", disse o técnico. "Outros clubes possuem elencos mais equilibrados no momento. Esta é a situação, mas se formos eliminados, não será por causa desses jogadores."

 
Técnico do Barcelona, Pep Guardiola, em entrevista coletiva. 11/05/2015 REUTERS/Michaela Rehle