F1 voltará a ter reabastecimento em corridas como parte de reformulação

sexta-feira, 15 de maio de 2015 15:14 BRT
 

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - A Fórmula 1 vai voltar a ter reabastecimento durante as corridas em 2017, como parte de uma reformulação das regras planejada com o objetivo de tornar os carros mais rápidos, mais barulhentos e com visual mais agressivo.

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) disse em comunicado nesta sexta-feira, um dia após uma reunião entre o Grupo de Estratégia da categoria, que a meta é tornar os carros de cinco a seis segundos mais rápidos por volta e melhorar o "espetáculo".

Isso será alcançado por meio de mudanças nas regras de aerodinâmica, pneus mais largos e carros mais leves. Os motores V6 turbo híbridos, introduzidos no ano passado no lugar dos V8, serão mais barulhentos.

Essas medidas irão responder a algumas das preocupações surgidas sobre os novos motores e as corridas, uma vez que pilotos tem reclamado de precisar economizar combustível e pneus. A Ferrari chegou a pedir uma revolução em vez de evolução.

O reabastecimento, que foi proibido em 2010, vai retornar com uma cota máxima de combustível para corrida, de acordo com as medidas para aumentar a economia e apresentar o esporte de uma forma mais sustentável.

Para 2016, as equipes receberão uma escolha livre de pneus para pista seca a serem usados no fim de semana de corrida, uma medida mais polêmica que levou a fornecedora única de pneus Pirelli a questionar os riscos à segurança.