Blatter propõe "jogo da paz" entre israelenses e palestinos

terça-feira, 19 de maio de 2015 18:06 BRT
 

JERUSALÉM (Reuters) - Em visita ao Oriente Médio para tentar persuadir a Federação Palestina (PFA) a retirar uma proposta que busca suspender Israel da entidade que controla o futebol mundial, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, propôs nesta terça-feira um jogo da paz entre as duas seleções.

Blatter concedeu uma entrevista coletiva em Jerusalém depois de se reunir com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e disse que estava "em missão de paz". Ele se encontrará com o presidente palestino, Mahmoud Abbas, e o chefe da Federação Palestina, Jibril Rajoub, na quarta-feira.

A PFA acusa Israel de dificultar suas atividades e de restringir a circulação de jogadores entre a Faixa de Gaza e a Cisjordânia ocupada. Israel cita preocupações de segurança para impor as restrições.

Embora Blatter tenha se recusado a detalhar o que foi dito na reunião com Netanyahu e o presidente da federação israelense, Ofer Eini, sobre a pauta palestina no Congresso da Fifa em 29 de maio, ele afirmou que poderia revelar seu plano para um "jogo da paz".

"Um item que eu posso te dizer que eu falei com (Netanyahu)... organizar uma partida para a paz entre as seleções de Israel e da Palestina, e a Fifa ficaria feliz em organizá-la", disse Blatter.

Ele acrescentou que Netanyahu prometeu que participaria de um jogo assim, mas, com a inimizade entre israelenses e palestinos em nível alto, é difícil de imaginar uma partida num futuro próximo.

(Reportagem de Ori Lewis)

 
Presidente da Fifa, Sepp Blatter, durante entrevista coletiva em Jerusalém nesta terça-feira. 19/05/2015 REUTERS/Ammar Awad