Khedira afirma ter se sentido preterido após não renovar com Real Madrid

sábado, 23 de maio de 2015 13:14 BRT
 

MADRI (Reuters) - O meia do Real Madrid Sami Khedira acusou o clube de o ter preterido em convocações para partidas após não prosperarem as conversas para a renovação de seu contrato, mesmo que ele estivesse em plena forma para jogar.

O jogador alemão, que trocou o VfB Stuttgart pelo Real Madrid em 2010, vai deixar o time espanhol no fim da atual temporada, tendo Chelsea, Manchester United, Arsenal e Liverpool, assim como a Juventus, como possíveis destinos.  

O jogador de 28 anos apareceu poucas vezes desde o início do ano, numa ausência provocada por uma série de lesões menores, de acordo com o Real, mas que o jogador disse em uma entrevista ao jornal Marca ter sido motivada pela decisão do clube de não contar mais com sua presença.

"É verdade que tive uma pequena lesão, uma dor no calcanhar do pé direito, mas esse não era o motivo pelo qual eu não jogava", disse Khedira em uma entrevista publicada pelo diário de esportes neste sábado.

"Não era uma lesão complicada, eu podia jogar", acrescentou.

"Eu sempre me senti apoiado pelo técnico, mas indiretamente me comunicaram que já não contavam mais comigo, que eu não teria uma chance justa de continuar jogando."

"Não é o final que eu queria. Me machuca que me acusem de ser pouco profissional, porque sempre coloquei os interesses do clube na frente dos meus.”

Khedira não foi convocado pelo Real Madrid para a partida final da temporada, a ser disputada neste sábado contra o Getafe.

"Ninguém do clube me disse nada diretamente", disse ele ao o Marca. "Tudo são sensações, atos e comentários de que eu não jogaria mais. Mas ninguém se dirigiu a mim."   Continuação...