CBF diz que apoia investigações após acontecimentos "graves" com dirigentes da Fifa

quarta-feira, 27 de maio de 2015 12:20 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) afirmou nesta quarta-feira que apoia "toda e qualquer investigação" após a operação de autoridades norte-americanas e suíças nesta quarta-feira contra a corrupção no futebol mundial, que resultou na prisão do ex-presidente da entidade José Maria Marin, entre outros dirigentes.

Em nota oficial, a CBF descreveu os acontecimentos desta manhã em Zurique, onde os dirigentes estavam reunidos para um Congresso da Fifa quando foram presos, como "graves", mas disse que vai aguardar a conclusão da investigação sem fazer qualquer julgamento.

"A nova gestão da CBF iniciada no dia 16 de abril de 2015 reafirma seu compromisso com a verdade e a transparência", acrescentou a entidade.

Marin, que presidiu a CBF de 2012 a abril deste ano e foi o presidente do comitê organizador local da Copa do Mundo de 2014, está entre sete dirigentes do futebol mundial presos nesta quarta-feira em Zurique como parte de investigações dos Estados Unidos e da Suíça sobre corrupção no esporte.

(Por Pedro Fonseca)

 
Sede da CBF, no Rio de Janeiro.   27/05/2015    REUTERS/Ricardo Moraes