Vice-presidente da federação inglesa rejeita cargo na Fifa após escândalo

sábado, 30 de maio de 2015 15:31 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O vice-presidente da federação inglesa de futebol (FA), David Gill, confirmou neste sábado que não vai assumir seu cargo no comitê executivo da Fifa após a reeleição de Joseph Blatter como presidente da entidade máxima do futebol mundial.

O ex-diretor do Manchester United havia sido eleito há dois meses para um mandato de quatro anos, mas o dirigente de 57 anos não compareceu à primeira reunião do comitê após a reeleição de Blatter para um quinto mandato, neste sábado.

Blatter superou o Príncipe da Jordânia Ali bin Al Hussein nas eleições presidenciais da última sexta-feira, que acabaram ofuscadas pelas denúncias de corrupção na Fifa.

"Isso não costuma ser algo que eu aceite normalmente, mas os acontecimentos terrivelmente danosos dos últimos três dias me convenceram de que não é apropriado para mim ser um membro do comitê executivo da Fifa sob a atual liderança", disse Gill à imprensa britânica.

"Eu reconheço que o senhor Blatter foi democraticamente eleito e desejo à Fifa todo sucesso ao enfrentar todos os problemas que aí estão."

"No entanto, minha reputação profissional é importante para mim e eu simplesmente não sei como haverá uma mudança para o bem do mundo do futebol enquanto o senhor Blatter permanecer no cargo."

(Por Michael Hann)