Secretário-geral da Fifa está envolvido em transferência que levou a indiciamento, diz fonte

segunda-feira, 1 de junho de 2015 20:05 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - Promotores dos Estados Unidos acreditam que o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, esteve envolvido em transações bancárias de 10 milhões de dólares que são o centro das investigações de pagamento de propina envolvendo a entidade máxima do futebol mundial, disse uma fonte com conhecimento da questão nesta segunda-feira.

Valcke é descrito na denúncia feita ao tribunal federal do Brooklyn, em Nova York, como uma "autoridade de alto escalão da Fifa" não identificada que, em 2008, transferiu esta soma a outra autoridade da Fifa, Jack Warner.

(Reportagem de Nate Raymond)

 
O secretário-geral da Fifa Jérôme Valcke participa de evento em Belfast. 28/2/2015.  REUTERS/Cathal McNaughton