África do Sul volta a negar acusação de suborno na Copa do Mundo de 2010

quarta-feira, 3 de junho de 2015 08:31 BRT
 

JOHANESBURGO (Reuters) - A África do Sul voltou a negar nesta quarta-feira que um pagamento de 10 milhões de dólares ao ex-vice-presidente da Fifa Jack Warner durante a campanha vitoriosa do país para receber a Copa do Mundo de 2010 tenha sido suborno.

O ministro dos Esportes, Fikile Mbalula, disse em entrevista coletiva que o governo da África do Sul e o comitê de candidatura do Mundial não compraram votos para ter o direito de organizar a competição.

(Reportagem de Mark Gleeson)

 
Bola oficial da Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.    08/06/2010  REUTERS/Kai Pfaffenbach