Presidente venezuelano suspende encontro com papa em Roma por gripe

sábado, 6 de junho de 2015 16:38 BRT
 

CARACAS (Reuters) - O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, suspendeu sua viagem à Itália e o encontro com o papa Francisco, previsto para domingo, por estar gripado, disse o presidente na TV estatal na tarde deste sábado.

Maduro lamentou na TV não poder se reunir com o líder máximo da Igreja Católica, quando na Venezuela se esperava que nesse encontro fosse abordada a situação de líderes políticos oposicionistas presos.

Vestido com uma jaqueta esportiva, Maduro disse em transmissão do palácio presidencial, que havia solicitado ao núncio apostólico da Venezuela buscar uma nova data, depois de tomar a decisão de repousar por recomendação médica.

Em algumas cidades venezuelanas, opositores ao governo se reuniam no sábado em igrejas para pedir ao papa sua mediação em favor da libertação de líderes oposicionistas presos que estão em greve de fome há mais de uma semana.

(Reporte de Corina Pons)