Brasil levará 600 atletas para Pan de Toronto de olho na Rio 2016

terça-feira, 16 de junho de 2015 18:43 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Os 600 atletas que o Brasil levará aos Jogos Pan-Americanos de Toronto, em julho, disputarão todas as modalidades olímpicas da competição e terão como objetivo terminar entre os três principais países no quadro total de medalhas e superar o número de pódios de Guadalajara-2011, informou nesta terça-feira o Comitê Olímpico do Brasil (COB).

No último Pan, o país obteve 141 medalhas, sendo 48 de ouro, 35 de prata e 58 de bronze. A melhor participação do Brasil na história da competição foi em casa, no Rio 2007, com 157 medalhas no total.

A cerca de um ano dos Jogos Olímpicos do Rio, algumas modalidades terão no Pan a chance de confirmar vagas na Olimpíada de 2016. Atletismo e natação utilizarão o evento para obtenção de índices. Já modalidades como levantamento de peso, pentatlo moderno, taekwondo, tiro esportivo e o triatlo podem conquistar no Canadá mais vagas para os Jogos Olímpicos. 

Para o hóquei sobre grama brasileiro, Toronto 2015 será decisivo. O time masculino precisa ficar entre os seis primeiros para se qualificar para os Jogos Olímpicos.

“Os Jogos Pan-Americanos de Toronto são uma etapa importante na preparação para os Jogos Olímpicos Rio 2016, mas terão diferentes objetivos para cada modalidade", disse o diretor executivo de Esportes do COB, Marcus Vinicius Freire, em comunicado.

"Algumas priorizarão os Mundiais ou outras competições internacionais. Outras enviarão suas equipes principais para Toronto. De qualquer forma, temos total confiança de que estaremos muito bem-representados neste Pan."

O número de 600 atletas é o maior do Brasil em Pan-Americanos, com exceção do Rio 2007, quando o país teve 660 representantes. Em 2011, foram 515 atletas.

Alguns dos principais nomes brasileiros em Toronto serão o bicampeão olímpico Robert Scheidt, além dos medalhistas olímpicos Mayra Aguiar, Felipe Kitadai, Rafael Silva e Tiago Camilo, do judô; Álvaro Affonso de Miranda Neto, o Doda, do hipismo; Thiago Pereira, da natação; e Yane Marques, do pentatlo moderno.

A delegação contará ainda com a base do time campeão mundial feminino de handebol, além de medalhistas mundiais em diversas modalidades.     Continuação...