Brasil joga mal, perde da Colômbia e tem Neymar expulso após apito final

quarta-feira, 17 de junho de 2015 23:34 BRT
 

(Reuters) - A seleção brasileira teve uma atuação muito apagada e perdeu para a Colômbia por 1 x 0 nesta quarta-feira, em Santiago, pelo Grupo C da Copa América, na primeira derrota do time desde o Mundial do ano passado e o retorno do técnico Dunga.

Após uma vitória sofrida sobre o Peru por 2 x 1 na estreia, o Brasil desta vez não contou com o talento de Neymar, que esteve abaixo de seu potencial, mostrou nervosismo e tomou cartão vermelho por causa de confusão com jogadores colombianos depois do fim da partida, em que já havia levado o amarelo.

O camisa 10 está automaticamente fora do jogo contra a Venezuela, pela terceira rodada da chave, no domingo, e pode desfalcar a equipe em outros confrontos da competição.

“Jogo foi difícil, não existe jogo fácil, mas criamos chances. Sabíamos que ia ser duro, isso é Copa América, não se ganha fácil, tem que lutar até o fim. As dificuldades vão acontecer sempre”, disse o lateral-direito Daniel Alves, que culpou a arbitragem pelo descontrole de Neymar.

“Não sei porque está nervoso, é culpa dos árbitros... aqui é América do Sul e são todos contra o Brasil”, completou.

O time brasileiro vinha de uma sequência de 11 vitórias seguidas, sendo 10 em amistosos, desde o fracasso no Mundial em casa, em julho do ano passado.

A vitória deixa a Colômbia empatada com o Brasil com três pontos no Grupo C, assim como a Venezuela, que ainda enfrenta o Peru na rodada. Para os colombianos, o resultado representa também uma vingança da derrota por 2 x 1 sofrida para os brasileiros nas quartas de final da Copa do Mundo de 2014.

O Brasil começou o jogo com duas mudanças em relação ao time da estreia na Copa América: Thiago Silva substituiu David Luiz na zaga e Firmino entrou na vaga de Diego Tardelli no ataque.

O início da partida teve marcação forte dos dois times, que optaram, então, por chutes de longa distância que não causaram muito perigo. Mas a Colômbia era melhor e comandava as ações no primeiro tempo, o que lhe permitiu abrir o placar aos 36 minutos.   Continuação...

 
Neymar em partida do Brasil contra a Colômbia no Estádio Monumental David Arellano, em Santiago. 17/06/2015 REUTERS/Ricardo Moraes