Brasil derrota Venezuela e enfrentará o Paraguai na Copa América

domingo, 21 de junho de 2015 20:46 BRT
 

(Reuters) - O Brasil cumpriu a obrigação contra a Venezuela e garantiu classificação em primeiro lugar do Grupo C para as quartas de final da Copa América, neste domingo, com uma vitória por 2 x 1 em Santiago, se recuperando da derrota para a Colômbia apesar da ausência de Neymar.

Substituto de Neymar, suspenso por quatro partidas após receber cartão vermelho no revés de 1 x 0 contra os colombianos, Robinho foi bem em sua primeira partida no torneio chileno, com bastante movimentação no meio e no ataque, além de ter cobrado o escanteio que resultou no gol de Thiago Silva que abriu o marcador, logo aos 8 minutos de jogo.

“Acho que o mais legal de tudo hoje foi o time coeso, cooperando um com o outro, o futebol é dessa forma. Não adianta você ser muito individual que você perde no coletivo”, disse o zagueiro Thiago Silva, acrescentando que a seleção “jogou pelo Neymar”.

A seleção brasileira vai enfrentar nas quartas de final o Paraguai, justamente o adversário que eliminou o Brasil na edição passada da Copa América, em 2011. O time do técnico Dunga venceu o Grupo C com 6 pontos em três jogos, à frente dos também classificados Peru e Colômbia, ambos com 4, enquanto a Venezuela, eliminada, terminou com 3.

Brasil x Paraguai será somente no próximo sábado. As outras partidas das quartas de final serão entre Chile x Uruguai, Bolívia x Peru e Argentina x Colômbia.

Com Neymar assistindo da arquibancada, a seleção brasileira entrou em campo com Philippe Coutinho na vaga de Fred no meio-campo, além da entrada de Robinho. Outra novidade foi a escolha do capitão, com Miranda sendo escolhido em detrimento de Thiago Silva, que foi o dono da braçadeira na Copa do Mundo do ano passado.

Numa partida em que o empate classificaria as duas equipes, o Brasil apenas administrou a vantagem conseguida logo no começo da partida e levou o jogo amarrado até o intervalo. Filipe Luís e Willian até forçaram o goleiro venezuelano Baroja a trabalhar, mas não havia uma grande pressão.

Assim como no início da partida, o Brasil marcou o segundo gol logo no início da etapa final. Em jogada iniciada por Robinho, Willian avançou pela esquerda em bom lance individual e cruzou para Firmino empurrar para a rede, logo aos 6 minutos.

Tranquilo com a vantagem, o Brasil conseguiu impor um estilo de jogo de troca de passes no campo de ataque ainda não visto nessa competição, jogando de forma mais coletiva na ausência do grande astro Neymar.   Continuação...