Paraguai precisa superar duro golpe por lesão de Ortigoza, diz zagueiro

segunda-feira, 22 de junho de 2015 19:48 BRT
 

LA SERENA, Chile (Reuters) - A seleção do Paraguai vai sofrer muito com a provável ausência do meio-campista Nestor Ortigoza na Copa América, porque ele cria as jogadas da equipe, disse o zagueiro Paulo da Silva nesta segunda-feira.

Ortigoza, jogador do San Lorenzo, da Argentina, se machucou durante o empate de sua seleção contra o Uruguai no encerramento da fase inicial do torneio e está praticamente descartado do confronto de sábado contra o Brasil, pelas quartas de final. O meio-campista sofreu uma lesão muscular na coxa esquerda e luta para se recuperar e estar no embate decisivo do fim de semana.

"É um golpe muito duro o do Ortigoza, porque é um dos jogadores que melhor trata a bola, que melhor sai com ela, nos dava uma grande possibilidade de passes", afirmou Da Silva em uma entrevista coletiva na cidade chilena de La Serena.

O defensor do Toluca, do México, se mostrou confiante nas chances de seu time, apesar da provável ausência de Ortigoza.

"O jogo de sábado vai ter uma intensidade muito alta, mas eu acho que nós estamos bem... há uma grande oportunidade para avançar, porque estamos focados", disse ele.

"Temos que fazer um jogo quase perfeito, porque o Brasil chega e não te perdoa. Em edições anteriores o Brasil era muito superior, mas eu continuo dizendo que é uma seleção que merece todo respeito, porque é uma equipe com grandes jogadores", completou.

(Reportagem de Santiago Torres em La Serena e Daniela Desantis em Assunção)

 
Nestor Ortigoza, da seleção do Paraguai, deixa o campo em uma maca durante partida de sua seleção contra o Uruguai pela Copa América, em La Serena, no Chile. 20/06/2015 REUTERS/Ueslei Marcelino