Polícia da Itália prende 7 suspeitos por manipulação de resultados de jogos do Catania

terça-feira, 23 de junho de 2015 11:34 BRT
 

ROMA (Reuters) - O presidente do clube de futebol italiano Catania, Antonino Pulvirenti, e mais seis pessoas foram presas nesta terça-feira sob suspeita de manipulação de resultados neste ano para evitar o rebaixamento do clube da segunda divisão italiana, de acordo com investigadores.

Os press, incluindo Pulvirenti, que também possui dezenas de supermercados e uma linha aérea, são acusados de fraude esportiva e manipulação de resultados, informou a polícia de Catânia em nota.

Pulvirenti, por meio de seu advogado Giovanni Grasso, disse que estava "certo de que poderia provar que não estava envolvido", de acordo com o site do jornal Corriere della Sera.

Doze outros, incluindo cinco jogadores e o dono de um clube rival em Messina, estão sob investigação por manipulação de pelo menos cinco partidas jogadas em 2015, disseram a polícia e procuradores a repórteres.

O pagamento comum para jogadores rivais venderem a partida era de 10 mil euros, disse a oficial da polícia Antonella Paglialunga. A polícia usou grampos e vídeos na investigação, acrescentou.

O escândalo mais recente de manipulação de resultados de partidas ocorre apenas um mês após cerca de 50 pessoas, incluindo um suposto mafioso da Calábria, terem sido detidas sob acusações de manipular dezenas de partidas na terceira divisão do país e na principal liga semi-profissional.

(Reportagem de Steve Scherer)

 
Zagueiro Nicolás Spolli do Catania (camisa vermelha e azul) durante partida contra a Juventus.  28/10/2012  
REUTERS/Alessandro Bianchi