24 de Junho de 2015 / às 16:33 / 2 anos atrás

Um "novo Bolt" corre em meio à controvérsia de mudança de nacionalidade no esporte

Velocista Zharnel Hughes vence prova dos 100 metros rasos em Kingston, na Jamaica. 28/03/2014Gilbert Bellamy

LONDRES (Reuters) - Se ele é um "britânico de plástico" ou um novo membro legítimo do "Time GB", o jovem velocista Zharnel Hughes é o novo rosto de uma das questões mais controversas no mundo esportivo: mudança de nacionalidade.

Hughes, de 19 anos, possui passaporte britânico desde seu nascimento na ilha caribenha de Anguilla, território britânico não reconhecido pelo Comitê Olímpico Internacional.

Nesta terça-feira, Hughes se tornou um dos cinco atletas a mudar sua lealdade para a Grã-Bretanha.

A notícia teria sido geralmente pouco repercutida, mas Hughes é muito, muito rápido, e considerado o mais recente em uma longa linha de velocistas a carregar o fardo de ser descrito como "o próximo Usain Bolt".

Neste mês, ele foi o segundo após o jamaicano Bolt nos 200 metros, em Nova York. Seu melhor tempo na distância, de 20,15 segundos, imediatamente o colocou no topo dos rankings britânicos neste ano.

Sua meta é correr por seu novo país na Olimpíada de 2016, no Rio de Janeiro.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below