Chile derrota Uruguai por 1 x 0 em partida polêmica e avança na Copa América

quinta-feira, 25 de junho de 2015 09:17 BRT
 

Por Manuel Farías

SANTIAGO (Reuters) - A seleção chilena derrotou o Uruguai por 1 x 0, na noite de quarta-feira, e avançou às semifinais da Copa América pela primeira vez desde 1999, em partida decidida no final e que terminou em polêmica por conta da expulsão de dois jogadores da "celeste".

O Chile conseguiu a vitória graças ao gol do lateral-direito Mauricio Isla aos 36 minutos do do segundo tempo. Foi o primeiro triunfo chileno contra o Uruguai na Copa América desde 1983.

"Tivemos garra. Estou muito contente pela equipe... Estamos tranquilos, com o mesmo sonho", disse o atacante chileno Alexis Sánchez após a partida.

O árbitro brasileiro Sandro Meira Ricci expulsou o atacante uruguaio Edinson Cavani aos 17 do segundo tempo por dois cartões amarelos, e também mostrou o vermelho para o lateral Jorge Fucile, aos 43. Além disso, expulsou de campo o técnico do Uruguai, Oscar Tabárez, por reclamação.

Logo após a expulsão de Fucile, a partida foi interrompida por vários minutos devido a tumultos com envolvimento de boa parte das duas equipes, assim como das comissões técnicas, obrigando a extensão do jogo até quase os 53 minutos do segundo tempo.

"Sabíamos que o Uruguai estava acostumado a estar nessas condições, que não ia ser fácil. Eles complicam com pouco... Tivemos paciência para marcar e controlar o jogo", destacou o goleiro chileno Claudio Bravo.

 
Árbitro Sandro Meira Ricci expulsa uruguaio Edinson Cavani. 24/06/2015  REUTERS/Ricardo Moraes