"Nunca me senti tão bem antes de Wimbledon", diz Federer

sábado, 27 de junho de 2015 14:57 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Roger Federer não vence um título de Grand Slam desde 2012, já está em uma idade que o faz ser perguntado a todo tempo sobre seus planos de aposentadoria e está prestes a se despedir de seus contemporâneos no tênis. 

Mas em vez de olhar para trás e pensar na carreira recheada de títulos, com direito a 17 taças de Grand Slam, o suíço de 33 anos declarou neste sábado que jamais se sentiu tão bem antes de jogar em Wimbledon.

"Essa é provavelmente a melhor preparação que já tive para Wimbledon, porque agora temos uma semana a mais na grama", disse Federer a jornalistas sobre as três semanas de torneios na grama. 

"Vencer em Halle me deu a confiança extra que eu acredito que vai me levar a conquistar este título aqui."

Há um ano, sua esperança de levantar o caneco da Challenge Cup (troféu de Wimbledon) pela oitava vez virou pó após uma eletrizante derrota em cinco sets para o número um do mundo Novak Djokovic.

Em vez de lamentar as falhas que levaram àquela derrota, Federer pareceu mais concentrado em absorver o que a temporada, de 2014 para cá, ensinou-o.

"A final do último ano...se ela me mostra algo, é que eu estava jogando bem. Agora, eu não vim jogando tão bem e (mesmo assim) cheguei às finais", disse o segundo cabeça-de-chave, que chega a Wimbledon embalado pelo oitavo título em Halle. 

"Eu não esperava chegar tão longe nos torneios tão rapidamente. Para ser honesto, eu estava pessimista (após as pequenas lesões de 2013). Mas as coisas aconteceram mais rápidas do que pude imaginar."

(Por Pritha Sarkar)