November 28, 2015 / 4:58 PM / in 2 years

Alonso pode tirar um ano sabático em 2016, diz Ron Dennis

3 Min, DE LEITURA

ABU DHABI (Reuters) - Fernando Alonso pode tirar um ano sabático da Fórmula 1 em 2016, se a McLaren mais uma vez não conseguir produzir um carro competitivo, indicou o chefe da equipe Ron Dennis, neste sábado.

"Ele definitivamente terminará sua carreira na McLaren", disse Dennis a repórteres em uma entrevista na última etapa da temporada, em Abu Dhabi.

"Algumas ideias envolveram essas considerações, anos sabáticos, etc. Mas, neste momento, diria que acreditamos saber aonde estaremos".

"Temos um grande número de opções de pilotos e temos provavelmente dois dos melhores pilotos do mundo em nossos carros. Quando tivermos que tomar uma decisão, tomaremos juntos, e neste momento, nossos pilotos para o próximo ano são Fernando e Jenson".

O bicampeão mundial Alonso chegou à McLaren da Ferrari nesta temporada, mas marcou apenas 11 pontos em 18 corridas, na pior temporada da equipe na história.

O seu companheiro Jenson Button, o campeão de 2009, fez 16 pontos, e a McLaren - o segundo time mais vitorioso da Fórmula 1 - não vence uma corrida desde 2012.

Grande parte da culpa foi creditada à Honda, cujo motor tem sido muito pouco confiável e competitivo no primeiro ano da nova parceria com a McLaren.

Alonso, que venceu seus títulos com a Renault, colocou uma sombra sobre o próprio futuro no Grande Prêmio do Japão, em outubro, quando disse a repórteres que não sabia aonde estaria na próxima temporada.

Embora ele tenha, na sequência, esclarecido que tem um contrato de três anos e terminaria sua carreira na equipe de Woking, as suspeitas não foram totalmente dissipadas, e céticos apontam que ele não afirmou que correria três anos seguidos.

Se ele tirasse um ano sabático, não seria o primeiro grande piloto a fazer isso.

O francês Alain Prost ficou um ano afastado em 1992, depois de sair da Ferrari, e retornou para conquistar seu quarto título com a Williams, em 1993.

O finlandês Kimi Raikkonen, campeão mundial de 2007, ficou duas temporadas fora da Fórmula 1, após ter sido substituído por Alonso na Ferrari, e voltou em 2010, com a Lotus, antes de voltar para o time italiano, em 2014.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below