Dirigente de futebol da Guatemala é preso em cruzeiro na Flórida

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015 17:48 BRST
 

Por Nate Raymond

NOVA YORK (Reuters) - Um importante dirigente de futebol da Guatemala e juiz da corte constitucional do país da América Central foi preso durante um cruzeiro em Porto Canaveral, na Flórida, nesta sexta-feira, um dia depois de ser indiciado numa investigação norte-americana sobre corrupção no esporte.

Uma porta-voz do FBI afirmou que Héctor Trujillo, de 62 anos, foi preso quando autoridades alfandegárias e de fronteira dos Estados Unidos foram até a porta da sua cabine. A presença de Trujillo num tribunal federal de Orlando, Flórida, estava programada para ocorrer durante a tarde local, segundo um representante do tribunal.

Um advogado de Trujillo não foi imediatamente localizado para comentar o ocorrido.

Dirigentes de futebol das Américas do Sul e Central estão entre as 16 pessoas indiciadas na quinta-feira por promotores dos EUA por esquemas de propinas, que somam mais de 200 milhões de dólares, para direitos de marketing e transmissão.

A Fifa, que comanda o futebol mundial, vive crise sem precedentes, com investigações criminais relacionadas ao esporte ocorrendo nos EUA e na Suíça. O presidente da entidade, Joseph Blatter, entre outros dirigentes, foi suspenso pelo comitê de ética da organização.