Governo honrará compromissos e não há preocupação com Olimpíada, garante ministro

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015 19:41 BRST
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O governo vai honrar todos os recursos e compromissos previstos para a Olimpíada do Rio de Janeiro em 2016, garantiu o ministro do Esporte, George Hilton, nesta quarta-feira, após o Comitê Olímpico Internacional (COI) afirmar que a crise política e econômica do país afeta os preparativos para o evento.

“Não há por que se preocupar. O planejamento veio de muitos anos e apesar dos contingenciamentos (em orgãos do governo), os recursos estão mantidos e vamos entregar no prazo”, disse o ministro a jornalistas em evento na Fundação Getulio Vargas, no Rio.

“Temos uma Olimpíada com muitos recursos privados e com parceiros. Não há preocupação nem do ponto de vista fiscal. Otimizamos já no ano passado os recursos para garantir as obras. A questão política também não (tem influência no repasse)", acrescentou.

Nesta quarta-feira, autoridades do COI disseram que têm esperanças de que a Olimpíada não será prejudicada pelo turbilhão político e pela recessão econômica no Brasil, embora os preparativos tenham "inevitavelmente" sido afetados.

    "Isso inevitavelmente irá afetar os Jogos", afirmou o vice-presidente do COI, Craig Reedie, aos repórteres quando indagado se a situação do Brasil terá algum impacto na preparação, em meio a um processo de abertura de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.[nL1N13Y274]

Segundo Hilton, as preocupações do COI não se justificam e, no mês passado, a organização dos Jogos recebeu elogios de integrantes do COI.

“Temos um cronograma que está em dia, temos cuidado para ele ser cumprido e damos atenção total ao orçamento para que não haja comprometimento”, disse ele. “Na última reunião eles (COI) saíram plenamente satisfeitos com o que viram e há hoje um nível de realização elevado. Prefiro ficar com o último relatório deles, que elogiou os Jogos.”

Os Jogos de 2016 vão ser realizados entre 5 e 21 de agosto.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)