Jogadores do Chelsea 'traíram' meu trabalho, diz Mourinho

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015 13:07 BRST
 

LONDRES (Reuters) - José Mourinho identificou os problemas dos dois lados do campo que o levaram a falar em "traição" depois de ver o campeão inglês Chelsea sofrer sua nona derrota no Campeonato Inglês diante do Leicester City na segunda-feira.

Sob pressão, o técnico português explicou ter alertado seus jogadores sobre a ameaça representada pelo ataque veloz e surpreendente do Leicester.

"Trabalhei quatro dias nesta partida", disse ele no site do Chelsea (www.chelseafc.com). "Preparei tudo relacionado ao adversário. Identifiquei quatro movimentos nos quais eles marcaram quase todos seus gols."

"Meus jogadores receberam todas essas informações e todo o treinamento nos últimos três dias. Nos quatro tipos de situação que identifiquei, sofremos o primeiro e o segundo gols", disse.

"Acho que eles ouviram e que são bons o suficiente, mas os erros aconteceram."

Mourinho afirmou que o Chelsea também teve um problema com o número de gols que seus atacantes têm feito.

"Quando cometemos erros defensivos, somos punidos, porque não marcamos gols suficientes", declarou. "O time paga pelo número de gols que nossos atacantes não estão fazendo."

O treinador, porém, ficou animado com a garra mostrada nos 30 minutos finais, quando, perdendo de 2 x 0, seu time lutou para devolver um gol.

"Eles tentaram, deram tudo que tinham, marcaram um gol, e poderiam ter marcado mais", opinou.

 
Técnico do Chelsea, José Mourinho, durante partida contra o Leicester City pelo Campeonato Inglês. 14/12/2015 REUTERS/Andrew Yates