Chelsea recorre a Hiddink novamente para reviver glórias

sábado, 19 de dezembro de 2015 13:35 BRST
 

Por Martyn Herman

LONDRES (Reuters) - O Chelsea mais uma vez recorreu ao experiente holandês Guus Hiddink para tirar o time da atual crise e o nomeou técnico interino neste sábado pelo restante da temporada, depois de ter demitido José Mourinho.

Hiddink, de 69 anos, teve passagem como interino em Stamford Bridge em 2009, quando o brasileiro Luiz Felipe Scolari foi demitido, e o Chelsea chegou às semifinais da Liga dos Campeões e ao título da Copa da Inglaterra com ele.

"Estou animado por voltar a Stamford Bridge. O Chelsea é um dos maiores clubes do mundo, mas, no momento, não está onde deveria estar. No entanto, tenho certeza que podemos dar a volta por cima nesta temporada", afirmou Hiddink em comunicado do clube.

A primeira prioridade de Hiddink será dar um pouco de vida à campanha do Chelsea no Campeonato Inglês. O atual campeão perdeu nove das primeiras 16 rodadas, uma sequência trágica que terminou com a demissão do tricampeão Mourinho na quinta-feira.

Chelsea, no seu pior começo de campanha desde 1978, está um ponto acima da zona de rebaixamento, às vésperas do confronto direto com o Sunderland, em casa. Hiddink assistirá a essa partida no estádio, enquanto os assistentes Steve Holland e Eddie Newton comandam o time.

Mourinho foi demitido do Chelsea pela segunda vez, sete meses depois de levar o time ao título inglês.