Comandados por holandeses, Manchester United e Chelsea se enfrentam sob desconfiança

domingo, 27 de dezembro de 2015 15:44 BRST
 

LONDES, Dez 27(Reuters) - O duelo entre Manchester United e Chelsea tem sempre sido decisivo na luta pelo título do Campeonato Inglês nos últimos anos, mas o encontro entre as duas equipes nesta segunda-feira no Old Trafford desta vez tem um pano de fundo bastante diferente.

O United caiu para a sexta colocação na tabela após três derrotas consecutivas, ao passo que o atual campeão Chelsea definha no 15º lugar após um péssimo início de campanha que levou à demissão do treinador José Mourinho na última semana.

Após a derrota do United para o Stoke City por 2 a 0 no sábado, Louis van Gaal insinuou que poderá deixar o clube antes que seja mandado embora e o jogo contra o Chelsea, agora treinado pelo seu compatriota Guus Hiddink, pode ser o último do holandês à frente do time de Manchester.

O fato de Mourinho ser especulado para ocupar o cargo em Old Trafford acrescenta mais um intrigante ingrediente à história, e os jogadores do Manchester United sabem que precisam melhorar.

"Estamos jogando pelo Manchester United. É um clube especial e um privilégio estar nele. Precisamos jogar melhor, é simples assim", disse o volante Michael Carrick após o duelo com o Stoke. "Temos outra partida em breve e precisamos erguer a cabeça e estar prontos para ela."

Hiddink estreou no Chelsea com um empate por 2 x 2 em casa com o Watford, que não convenceu ninguém. "Todo jogo entre Chelsea e Manchester United é importante, mas este é especial", disse ele. "Eu espero que possamos mostrar a mesma ambição que exibimos durante boa parte deste jogo."

O Chelsea chegou a virar o jogo para 2 a 1 com dois gols de Diego Costa, que está suspenso para a partida contra o United. Van Gaal deixou o capitão Wayne Rooney no banco de reservas diante do Stoke e sua entrada em campo melhorou o desempenho do time após um primeiro tempo caótico no qual os donos da casa marcaram dois gols.

O atacante da seleção da Inglaterra tem sofrido com um desempenho frustrante na temporada, em um time que não tem mostrado vestígios do poderio ofensivo que deu ao Manchester United 13 títulos de Campeonato Inglês sob comando do treinador Alex Ferguson. 

O estilo conservador tem feito os torcedores do United se virarem contra Van Gaal, mais do que os próprios resultados decepcionantes, e eles sabem que se o time não vencer o Chelsea é altamente provável que a diretoria tentará pela terceira vez encontrar um substituto à altura de Ferguson.

(por Ed Osmond)