Irlanda fica fora de hipismo na Olimpíada do Rio após decisão judicial

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016 13:00 BRST
 

ZURIQUE (Reuters) - A Irlanda vai perder as provas de salto por equipe do hipismo na Olimpíada do Rio de Janeiro, após a Corte Arbritral do Esporte (CAS) rejeitar nesta segunda-feira uma reclamação sobre um bizarro incidente no campeonato europeu, em agosto.

O cavaleiro irlandês Cian O'Connor seguia para uma volta sem erros quando aparentou ser distraído por um membro da equipe, que corria pela arena durante evento em Aachen, que também contava como classificatória olímpica.

Imagens da TV mostraram um membro da equipe, usando uma camisa amarela, correndo pelo caminho de O'Connor e pulando em um canteiro de flores. O cavalo do irlandês derrubou o obstáculo seguinte.

O incidente custou a vaga irlandesa na Olimpíada do Rio de Janeiro, já que a equipe terminou a competição atrás da Espanha e fora das vagas olímpicas. Caso O'Connor não tivesse perdido pontos, as posições seriam contrárias.

A Irlanda já apelou contra o resultado, que foi rejeitado pela Federação Rupestre Internacional.

A CAS não deu razões para a decisão.

"O painel da CAS emitiu sua decisão hoje, sem a base, que será divulgada nas próximas semanas", informou a CAS em comunicado.

(Por Brian Homewood)

 
Cavaleiro Cian O'Connor da Irlanda durante evento na Suíça.  06/06/2010     REUTERS/Miro Kuzmanovic