Aston Villa esquece amizades e lesões em visita ao Chelsea

quinta-feira, 25 de setembro de 2014 12:58 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Velhas amizades e a convalescença de um vírus serão esquecidos no sábado quando o Aston Villa visitar o Chelsea, líder do Campeonato Inglês.

Depois de sofrer sua primeira derrota da temporada ao perder de 3 x 0 em casa para o Arsenal, quando estava com três jogadores doentes, o terceiro colocado Villa tenta reencontrar a forma e a resistência que o ajudaram a conquistar vitórias consecutivas de 1 x 0 sobre Stoke City e Liverpool no primeiro mês da atual campanha.

Mas o goleiro do Villa, Brad Guzan, disse que infligir uma primeira derrota ao Chelsea irá exigir preparo físico, concentração e a atitude certa.

O norte-americano estava no gol quando o time do técnico Paul Lambert obteve uma vitória de 3 x 1 sobre o Chelsea em dezembro de 2011, resultado que atrapalhou a corrida pelo título do clube londrino e contribuiu para a saída do treinador André Villas Boas.

“No estádio do Chelsea, você tem que criar a chance de vencer o jogo”, disse Guzan aos repórteres. "O que quero dizer é que você tem que estar disposto a isso, desde o primeiro minuto”.

“Você não pode dar um centímetro a eles, porque se der eles ocupam um metro.”

“Estive em escalações do Villa com as quais nos saímos realmente bem e conseguimos ótimos resultados lá. É preciso concentração, empenho, malícia, determinação e habilidade.”

Guzan também guardava a rede em dezembro de 2012 quando, na primeira temporada de Lambert no comando, o Villa levou uma surra de 8 x 0, um recorde para o Chelsea, que na atual campanha tem demonstrado um ímpeto semelhante no ataque.