Não posso impedir Espanha de escalar Diego Costa, diz Mourinho

sexta-feira, 26 de setembro de 2014 11:17 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Não é sempre que o técnico do Chelsea, José Mourinho, declara "não sou ninguém", mas ele o fez nesta sexta-feira, quando se disse impotente para impedir a Espanha de escalar Diego Costa, apesar das lesões do atacante brasileiro naturalizado espanhol.

Indagado se preferia que Diego, que vem lutando com uma lesão na coxa, não jogasse pela seleção nos próximos confrontos internacionais, Mourinho afirmou a repórteres: "Todos sabem que Diego está com problemas faz tempo, mas não sou ninguém para tomar essa decisão”.

“No momento em que uma seleção quer escalar um jogador do Chelsea, não sou ninguém. A decisão é deles – podem fazer o que querem. Podem convocar o jogador, está totalmente fora do meu controle, o que penso e sinto não conta”, acrescentou.

Mourinho vem dizendo há semanas que Diego, que lesionou a coxa enfrentando a França com a camisa espanhola em 4 de setembro, está penando para jogar mais de uma partida por semana.

As próximas duas partidas da Espanha são pelas eliminatórias da Euro 2016, contra a Eslováquia em 9 de outubro e contra Luxemburgo três dias depois.

Mas Mourinho confirmou que Diego Costa, que marcou sete gols pelo Chelsea em seus cinco primeiros jogos no Campeonato Inglês, irá enfrentar o Aston Villa em casa no sábado.

“Ele irá entrar, mas a pergunta é sempre a mesma: ele consegue terminar este jogo e estar em condição de encarar o Sporting de Lisboa (na Liga dos Campeões) 48 horas depois?”, disse.

“Ele está trabalhando com o departamento técnico, com os fisioterapeutas, trabalhando duro, porque mentalmente está pronto para todos os jogos, mas fisicamente não”.

(Por Mike Collett)

 
Atacante do Chelsea Diego Costa comemora gol marcado contra Swansea no Stamford Bridge. 13/09/2014 REUTERS/Toby Melville