"Sortudo", Murray salva cinco match points e vence torneio na China

domingo, 28 de setembro de 2014 18:20 BRT
 

(Reuters) - Emocionado, Andy Murray agradeceu à sorte que teve para salvar cinco match points e conseguir a virada sobre o espanhol Tommy Robredo, com parciais de 5-7  7-6(9) e 6-1, para selar o título do Aberto de Shenzhen, na China, neste domingo, sua primeira conquista desde Wimbledon-2013.

O bicampeão de Grand Slams e campeão olímpico parecia caminhar para mais uma derrota quando o adversário abriu 6-2 no tiebreak do segundo set, mas Murray surpreendentemente conseguiu salvar quatro match points seguidos para empatar a parcial.

Os dois tenistas seguiram desperdiçando chances para fechar o set, alternando winners difíceis com erros fáceis, até que Robredo conseguiu perder seu quinto e último match point com 7-6 a favor, antes de Murray ver a sorte virar a seu favor e levar o tiebreak em 11-9, forçando a disputa do terceiro set.

Décimo primeiro colocado no ranking, o escocês se soltou na última parcial e quebrou o saque de Robredo três vezes, que por sua vez também buscava o primeiro título no ano mas parecia prejudicado por uma lesão já que não conseguia defender bolas de fundo de quadra.

"Hoje foi obviamente uma partida incrivelmente difícil...e eu tive sorte no fim do segundo set", disse Murray em entrevista ainda dentro de quadra. "Eu lutei muito e tentei meu melhor. Consegui virar a sorte ao meu favor."

"Tommy teve um grane torneio, mereceu vencer, teve oportunidades no segundo set. Mas às vezes essas coisas acontecem neste esporte. Apenas tentei lutar até o fim."

A vitória no torneio disputado na quadra dura e com premiação de 590 mil dólares devolveu a Murray a esperança de participar do ATP World Tour Finals em novembro, em Londres, torneio que reúne os melhores do ano e do qual o escocês não participou em 2013 por conta de uma lesão.

Com o título, Murray agora é o décimo do ranking, e está a 105 pontos do tcheco Tomas Berdych, o oitavo e último tenista classificado para o Finals, no momento.

O título, 29o de sua carreira, veio após uma semana difícil para o tímido britânico, que sofreu críticas pesadas nas redes sociais por ter manifestado apoio à independência da Escócia no referendo deste mês.

"Eu quero agradecer aos meus amigos e à minha família pelo apoio. Foi uma semana difícil e eles me ajudaram muito", declarou o atleta.

Decepcionado, Robredo mal conseguia acreditar no resultado. "É difícil aceitar quando se está tão perto", disse o espanhol.