Audiência do futebol americano cresce apesar de crise sobre violência doméstica

terça-feira, 30 de setembro de 2014 10:39 BRT
 

Por Eric Kelsey

LOS ANGELES (Reuters) - Norte-americanos estão sintonizando suas TVs para a liga de futebol americano (NFL) em números maiores do que no ano passado, de acordo com dados de audiência do começo da temporada, indicando que os casos de violência doméstica envolvendo jogadores e a desastrada resposta dos organizadores não prejudicou a popularidade do torneio.

Nas primeiras três semanas da temporada, os números de pessoas assistindo nacionalmente às transmissões em horário nobre cresceram, e quase todas as redes viram uma alta na audiência até agora.

Embora a NFL e seu comissário, Roger Goodell, tenham sido amplamente criticados por suas respostas pouco assertivas sobre casos de abusos domésticos envolvendo jogadores, torcedores irritados até agora não mudaram de canal em protesto.

“Eu não vou parar de assistir ao futebol”, disse o advogado Conor Flahive, 26 anos, de Los Angeles.

A crise de abusos domésticos envolvendo a NFL foi iniciada quando Goodell suspendeu Ray Rice, ex-estrela do Baltimore Ravens, por deixar sua então noiva (agora esposa) inconsciente com um soco, uma punição que, para muitos, foi muito leve.

Goodell reverteu o curso, neste mês, após um vídeo de uma câmera de segurança ter mostrado o momento exato do soco de Rice, levantando questões sobre como o esporte mais popular dos EUA e sua poderia liga organizadora não obtiveram um vídeo que a imprensa foi capaz de descobrir e publicar.

“Obviamente, eles fizeram um péssimo trabalho para lidar com isso”, disse Flahive, ecoando grande parte do sentimento do público, que põe a culpa nos líderes da NFL - mas que também não vai virar as costas para a liga em geral.

A rede CBS atraiu 19,5 milhões de espectadores em média para seus jogos de domingo à tarde da NFL, de acordo com dados da Nielsen, uma alta frente aos 17,8 milhões em média ao longo da última temporada, continuando com o domínio da NFL como grande atração televisiva.   Continuação...

 
Pessoas assistam a jogo da NFL em bar de Nova Jersey. 19/01/2014 REUTERS/Eric Thayer