Hulk brilha em empate do Zenit com Mônaco após polêmica sobre racismo

quarta-feira, 1 de outubro de 2014 17:22 BRT
 

SÃO PETERSBURGO (Reuters) - Hulk foi o destaque do Zenit São Petersburgo no empate sem gols com o Mônaco, pelo Grupo C da Liga dos Campeões, nesta quarta-feira, horas depois da confirmação de que ele foi alvo de ofensas racistas em um jogo da liga russa.

O brasileiro, que disse a um jornal russo que podia ouvir gritos de macaco dirigidos a ele na partida contra o Spartak Moscou no sábado, teve uma boa atuação no mesmo local, o Estádio Petrovsky.

Mas seus lampejos não foram suficientes para que seu time marcasse gol, e o Zenit e o Mônaco ficaram no 0 x 0 em uma noite gelada.

Hulk, que ajudou a criar algumas das melhores chances do Zenit com suas arrancadas, declarou ao jornal esportivo Express: "Ouvi claramente cânticos de macaco gritados em minha direção e não somente uma vez. Vinha de um grupo grande de pessoas."

Zenit e Mônaco somam quatro pontos em dois jogos na Liga dos Campeões.

(Reportagem de Dmitriy Rogovitskiy)

 
Atacante do Zenit St. Petersburgo Hulk disputa bola com Lucas Ocampos, do Monaco, em jogo da Liga dos Campeões. REUTERS/Alexander Demianchuk