Jogador de futebol brasileiro é vítima de racismo na Romênia

sábado, 4 de outubro de 2014 16:12 BRT
 

(Reuters) - O atacante Wellington, do Concordia Chiajna, denunciou que foi vítima de várias ofensas racistas de torcedores visitantes do Rapid Bucareste durante o Campeonato romeno na sexta-feira.

Wellington acusou os fãs do Rapid de jogarem uma banana nele, e as imagens claramente mostraram muitos torcedores fazendo gestos de macaco e soltando xingamentos racistas contra o atacante brasileiro durante um tenso empate sem gols, mas com dez cartões amarelos.

"É incrível o que aconteceu...minha mulher e meu filho estavam nas arquibancadas", disse Wellington à mídia local, neste sábado. "Eu queria sair do campo, eu não sou um macaco".

"Eu disse ao árbitro (sobre os incidentes) e ele me deu um cartão amarelo", acrescentou Wellington, que chorou após a partida. "Os que fizeram isso são idiotas, eu espero que a federação faça algo sobre isso".

As autoridades de futebol romenas não estavam imediatamente disponíveis para comentários.

O episódio aconteceu menos de dois meses depois do atual campeão Steaua Bucareste ter parte de seu estádio fechado pela Uefa, depois de comportamento racista de seus torcedores durante uma partida da Liga dos Campeões em julho.

O técnico do Rapid, Marian Rada, que começou sua sexta passagem pelo clube de Bucareste na partida contra o Concordia, fez um comunicado surpreendente logo depois.

"Ele estava chorando? Você não vê o que acontece nos teatros? Talvez Wellington deveria chorar porque não conseguiu marcar", disse Rada. "Como sabemos que era um torcedor do Rapid? Talvez uma banana tenha escapado da mão de alguém da arquibancada".

A polícia romena informou que uma investigação foi iniciada, depois que um torcedor do Rapid entrou no estádio em Chiajna com uma bandeira com símbolo nazista, e que vai usar evidências em vídeos para encontrar o agressor, que pode ficar entre seis meses e cinco anos na prisão.

O Concordia está em 14° lugar na tabela com nove pontos em 10 partidas, logo atrás do tricampeão romeno Rapid, que também tem nove pontos.