Mourinho e Wenger se desentendem em vitória do Chelsea sobre o Arsenal

domingo, 5 de outubro de 2014 14:34 BRT
 

Por Martyn Herman

LONDRES (Reuters) - José Mourinho manteve seu domínio sobre Arsene Wenger com mais uma vitória do líder Chelsea por 2 x 0 sobre o Arsenal, neste domingo, depois que os dois antigos rivais se envolveram em uma briga feia à margem do gramado.

Wenger pode enfrentar medidas disciplinares depois ter dado um empurrão no peito de Mourinho ainda no primeiro tempo depois de uma acalorada discussão entre ambos.

Foi Mourinho, mais uma vez, quem riu por último após os gols de Eden Hazard e Diego Costa, que garantiram a vitória e ampliaram a liderança do Chelsea para cinco pontos de diferença na ponta da tabela.

Mourinho ainda não sabe o que é uma derrota diante de Wenger, já tendo vencido sete e empatado cinco partidas entre seus times.

O Chelsea não estava em seu melhor dia, mas apesar de toda a sua posse de bola o Arsenal raramente pareceu ameaçar o adversário e empatar a partida depois que Hazard sofreu e converteu um pênalti aos 27 minutos de partida.

Os donos da casa pareciam satisfeitos com o placar no segundo tempo, até que Cesc Fábregas, ex-capitão do Arsenal e enfrentando seu ex-time pela primeira vez desde que se transferiu do Barcelona, deixou Diego Costa livre para selar a vitória do Chelsea, restando 12 minutos para o final do jogo.

Até então, Diego estava apagado na partida, mas aproveitou a sua chance e chegou ao seu nono gol em sete partidas pelos Blues.

A única preocupação do Chelsea no primeiro tempo foi uma contusão na cabeça do goleiro Thibaut Courtois, que tentou permanecer em campo antes de ser substituído por Petr Cech.   Continuação...