Michael Phelps fará outra pausa na carreira após ser preso dirigindo bêbado

domingo, 5 de outubro de 2014 15:51 BRT
 

(Reuters) - Maior medalhista olímpico de todos os tempos, o nadador norte-americano Michael Phelps afirmou neste domingo que irá fazer outra pausa na carreira para passar por um tratamento, depois de ter sido preso dirigindo bêbado.

Phelps foi detido na terça-feira, depois de passar a 135km/h numa área em que o limite era de 72km/h, ter cruzado a linha de mão dupla de um túnel em Boltimore e, em seguida, não ter passado no teste do bafômetro, segundo a polícia.

“Os últimos dias têm sido muito difíceis”, escreveu o dono de 18 medalhas de ouro em Olimpíadas em sua conta no Twitter. “Vou ficar um tempo afastado para participar de um programa que ajudará a me entender melhor.”

Phelps, de 29 anos, não disse quanto tempo pretende se afastar da natação. Ganhador de 22 medalhas olímpicas, ele parecia estar focado em conseguir um lugar no time norte-americano para os Jogos de 2016.

Retornando recentemente de um período de dois anos de aposentadoria, Phelps competiu pela primeira vez em abril, em torneio menor, em Phoenix, e seu progresso tem sido constante, muito mais do que impressionante.

A prisão por dirigir bêbado foi a segunda de Phelps, que passou a maior parte da sua vida nas piscinas, mas ele admite que gosta de curtir a vida quando não está treinando ou competindo.

Phelps foi acusado em Maryland, em 2004, por dirigir alcoolizado quando ele tinha 19 anos. Ele fez um acordo e se declarou culpado em troca de 18 meses em liberdade condicional.

Em 2009, tabloides britânicos publicaram uma foto de Phelps fumando maconha durante uma festa na Universidade da Carolina do Sul.

(Reportagem de Jonathan Kaminsky em New Orleans)