Pérez pede mais uso do safety car depois de acidente de Bianchi

quinta-feira, 9 de outubro de 2014 15:07 BRT
 

Por Alan Baldwin

SOCHI Rússia (Reuters) - A Fórmula 1 deve acionar o safety car cada vez que se utiliza uma grua para tirar um carro da pista, disse nesta quinta-feira o mexicano Sergio Pérez, enquanto os pilotos continuam refletindo sobre o acidente grave do francês Jules Bianchi no final de semana passado no Japão.

Bianchi está hospitalizado desde o acidente no circuito de Suzuka. O último boletim médico, emitido na terça-feira, informou que o francês sofreu um traumatismo craneoencefálico e que se encontra em estado crítico, mas estável.

O piloto de 25 anos, considerado um talento emergente na modalidade, bateu na traseira de um guindaste que tirava da pista um carro da Sauber que acabava de se chocar.

"No futuro, quando houver uma grua removendo um carro, precisamos do safety car, não importam as condições, porque sempre há um risco", afirmou Pérez, piloto da Force India, aos jornalistas às vésperas do Grande Prêmio da Rússia.

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) abriu uma investigação sobre o acidente, e se espera que uma série de temas sejam abordados.

Como e quando se usam as gruas para retirar os carros acidentados é uma grande preocupação na F1.

"Pelo bem dele, pelo bem de sua família, temos que avançar realmente em termos de segurança em reação ao que aconteceu com Jules", disse Pérez sobre Bianchi, que foi piloto reserva da Force India em 2012.

"É muito difícil. Estou aqui com vocês, mas o tempo todo meu subconsciente está pensando no nosso amigo Jules. O que ocorreu no domingo foi um grande choque para todos nós", afirmou.

 
Mexicano Pérez no circuito de Sochi nesta quinta-feira.   REUTERS/Laszlo Balogh