Clube Barcelona apoia direito da Catalunha definir futuro em referendo

sexta-feira, 10 de outubro de 2014 11:40 BRT
 

MADRI (Reuters) - O FC Barcelona divulgou nesta sexta-feira um comunicado apoiando a campanha pelo direito dos catalães de decidirem sua relação com a Espanha por meio de um referendo.

Com a declaraçao a equipe da liga de futebol espanhola se tornou uma das principais entidades a apoiar a consulta popular que seria realizada em novembro, mas foi suspensa pelo Tribunal Constitucional, a pedido do governo espanhol.

"Defendemos o direito de decidir, porque é parte dos direitos fundamentais que as pessoas e todos os povos devem ter", disse o presidente do clube, Josep Maria Bartomeu, em uma carta a Joan Rigol, líder do Pacto Nacional pelo Direito a Decidir, uma plataforma que reúne centenas de associações de defesa do direito da Catalunha decidir sobre sua soberania.

Num momento em que a campanha pró-independência na Catalunha está em seu ponto mais alto nos últimos anos, o governo regional anunciou no ano passado que pretendia consultar os catalães sobre se queriam que a região da Catalunha seja um Estado e se preferem que esse Estado seja independente.

O presidente da Catalunha, Artur Mas, disse que não irá promover nenhuma situação ilegal, de modo que os analistas e especialistas políticos acreditam que o referendo marcado para 9 de novembro não será realizado, deixando a porta aberta para a antecipação das eleições.

Uma possível independência da Catalunha afetaria diretamente a participação do Barcelona no Campeonato Espanhol, dizem dirigentes do futebol local.

O FC Barcelona, que tem o slogan "mais que um clube", com o qual se identifica boa parte dos catalães, está se unindo ao sentimento da maioria da população catalã que, segundo as pesquisas, quer dar a sua opinião sobre a integração à Espanha, iniciada há três séculos.

(Reportagem de Immaculada Sanz)