14 de Outubro de 2014 / às 22:09 / 3 anos atrás

Partida entre Sérvia e Albânia é interrompida por briga entre jogadores

Burim Kukeli, da seleção da Albânia, e um colega de time brigam com um torcedor da Sérvia durante partida entre as seleções dos dois países pelas eliminatórias da Eurocopa de 2016. 14/10/2014. REUTERS/Marko Djurica

BELGRADO (Reuters) - O jogo politicamente sensível pelas eliminatórias da Euro 2016 entre Sérvia e Albânia foi interrompido nesta terça-feira depois de uma briga entre os jogadores de ambos os times por causa de uma bandeira.

A partida do Grupo I foi interrompida quando uma bandeira que representa a chamada Grande Albânia, uma área que abrange todas as partes dos Bálcãs onde vivem pessoas de etnia albanesa, foi levada pelas arquibancadas e campo pelo que parecia ser um mini robô de controle remoto perto do final do primeiro tempo.

Um jogador sérvio finalmente agarrou a bandeira no estádio Partizan, provocando uma reação irada dos jogadores albaneses e houve uma confusão generalizada. A polícia de choque interveio quando cerca de uma dúzia de fãs invadiu o campo e os jogadores se retiraram para dentro do túnel, enquanto sinalizadores eram lançados a partir das arquibancadas.

“O que aconteceu é algo que não podemos compreender no momento”, afirmou o capitão da Sérvia Branislav Ivanovic aos repórteres.

“Em nome da minha equipe, tudo o que posso dizer é que queríamos continuar e que protegemos os jogadores albaneses a caminho para o túnel (após o início da confusão).”

Após uma espera de cerca de meia hora, o árbitro inglês Martin Atkinson interrompeu o jogo, que estava 0 x 0.

“É uma situação lamentável que vamos relatar; o árbitro, eu e o assessor de segurança. As circunstâncias eram tais que não podíamos continuar a partida”, disse o delegado do jogo da Uefa, Harry Been, a repórteres.

“Vocês todos viram o que aconteceu e eu não posso comentar quem é o culpado ou o quê. Vou apresentar um relatório com meus colegas à Uefa e a Uefa vai decidir o que mais vai acontecer.”

A segurança foi reforçada para um jogo em que não havia separação de torcidas e envolvia um cenário de tensões de longa data entre Sérvia e Albânia sobre Kosovo, ex-província sérvia de maioria albanesa que declarou independência em 2008.

A televisão estatal sérvia informou que Olsi Rama, irmão do primeiro-ministro albanês Edi Rama, foi preso na área VIP por instigar a bandeira.

Por Zoran Milosavljevic

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below