Federação sérvia culpa albaneses por confusão em jogo de eliminatórias da Euro-2016

quarta-feira, 15 de outubro de 2014 11:07 BRT
 

Por Zoran Milosavljevic

BELGRADO (Reuters) - A Federação Sérvia de Futebol (FFS) culpou os albaneses pelos incidentes que resultaram na suspensão do jogo entre os países pelas eliminatórias da Eurocopa de 2016, mas vai denunciar vários torcedores sérvios que invadiram o campo, informou a associação.

O jogo com tensões políticas envolvidas foi interrompido no primeiro tempo quando uma bandeira da chamada Grande Albânia presa a um drone controlado à distância sobrevoou o estádio do Partizan Belgrado até ser pega pelo jogador sérvio Stefan Mitrovic.

"Foi uma distração política bem planejada e, no fim, foi o fator-chave que levou o jogo a ser suspenso", disse a federação em comunicado nesta quarta-feira.

"O que Mitrovic queria era remover a bandeira para que o jogo pudesse continuar, mas os jogadores albaneses o atacaram. Também queremos destacar que os torcedores sérvios não exibiram qualquer cartaz ofensivo em nenhum momento", acrescentou.

"Entretanto, não há desculpa para a invasão de campo de alguns indivíduos e, após rever as imagens, a FFS vai apresentar denúncia contra os invasores".

Houve uma briga generalizada entre jogadores das duas equipes depois que vários atletas albaneses tomaram a bandeira de Mitrovic. Os albaneses depois tiveram que correr para o vestiário para se proteger dos torcedores sérvios que invadiram o campo.

Após adiamento de cerca de meia hora, o árbitro inglês Martin Atkinson suspendeu a partida, que estava empatada em 0 x 0 aos 41 minutos do primeiro tempo. Torcedores albaneses tinham sido proibidos de irem à partida.

A mídia sérvia, e o chanceler do país, colocaram a culpa no irmão do primeiro-ministro da Albânia, Edi Rama, que, segundo alguns veículos de comunicação, foi detido na área VIP do estádio com um controle remoto nas mãos.

A segurança foi reforçada para a partida devido ao cenário de tensões de longa data entre Sérvia e Albânia sobre Kosovo, ex-província sérvia de maioria albanesa que declarou independência em 2008.

 
Torcedores e jogadores de Sérvia e Albânia brigam durante partida de futebol em Belgrado. 14/10/2014 REUTERS/Marko Djurica