Neymar diz estar mostrando no Barça mesmo desempenho que tem na seleção

segunda-feira, 20 de outubro de 2014 14:51 BRST
 

Por Tim Hanlon

BARCELONA (Reuters) - O atacante Neymar disse nesta segunda-feira que está reproduzindo no Barcelona o desempenho que mostra na seleção brasileira porque está se sentindo mais relaxado.

Neymar teve uma primeira temporada difícil em 2013-2014 na Espanha com lesões e polêmicas em torno do valor de sua transferência, que inicialmente foi informada pelo clube como sendo de 57,1 milhões de euros (72,92 milhões de dólares), mas posteriormente revelou-se que era próxima a 100 milhões de euros.

Todos os principais troféus escaparam do Barcelona, mas sob o comando do novo técnico Luis Enrique o time lidera o Campeonato Espanhol depois de oito partidas e a equipe ainda não sofreu gols.

No entanto, a derrota na última partida pela Liga dos Campeões contra o Paris St. Germain deu ao duelo de terça-feira contra o Ajax, também pelo torneio continental, uma grande importância.

O Barça, com três pontos, está um ponto atrás do PSG, que lidera o Grupo F, enquanto o Ajax tem dois pontos e o APOEL Nicosia tem um.

"Não sei se é uma nova versão, mas me sinto mais em casa, relaxado, e você nota isso em campo", disse Neymar em entrevista coletiva.

"Tudo está desempenhando um papel na melhora do meu nível. O treinador, os jogadores, tudo isso quando você coloca junto traz os resultados."

Aos 22 anos, Neymar já é o quinto maior artilheiro da história da seleção brasileira com 40 gols e, nesta temporada, já marcou oito gols no Campeonato Espanhol, depois de ter feito somente nove no campeonato passado.

As atenções na Espanha estão voltadas para "El Clasico" entre o Barcelona e o Real Madrid, no sábado, mas Neymar disse que os jogadores estão completamente focados no Ajax.

"Sempre vamos para vencer, mas essa é uma partida em que vamos enfrentar um time forte tanto defensivamente quanto no ataque, então teremos que jogar bem."

 
Jogadores do Barcelona Lionel Messi e Neymar comemoram gol marcado contra o Eiber em partida pelo Campeonato Espanhol no estádio Camp Nou, em Barcelona. 18/10/2014.  REUTERS/Albert Gea