Pistorius é condenado a 5 anos de prisão por morte de namorada

terça-feira, 21 de outubro de 2014 09:34 BRST
 

PRETÓRIA (Reuters) - Uma corte sul-africana sentenciou nesta terça-feira o atleta olímpico e paralímpico Oscar Pistorius a 5 anos de prisão pela morte de sua namorada, Reeva Steenkamp, no ano passado.

O advogado da família de Reeva, Dup De Bruyn, declarou em seguida que a pena foi a sentença correta, e acrescentou que "foi feita justiça".

A família de Oscar Pistorius "aceita" a pena de cinco anos de prisão dada pela Alta Corte de Pretória, disse Arnold Pistorius, tio de velocista.

"Oscar vai acolher essa oportunidade de pagar à sociedade", disse ele em um breve comentário a jornalistas antes de pedir à mídia que respeite a privacidade da família.

No ponto culminante de um dos julgamentos de assassinato mais acompanhados na história recente, o atleta, de 27 anos, foi levado em seguida pelos policiais para celas localizadas debaixo do tribunal, em Pretória.

Pistorius enxugou os olhos quando a juíza Thokozile Masipa proferiu a sentença de prisão por homicídio culposo.

Masipa -a segunda mulher negra a se tornar juíza na África do Sul- disse que a sentença deveria ser "justa e razoável para a sociedade e o acusado".

O advogado de defesa de Pistorius, Barry Roux, disse esperar que o atleta cumpra apenas 10 meses da sentença de cinco anos atrás das grades, e o restante em prisão domiciliar.

No entanto, a procuradoria pública da África do Sul contestou tal opinião, dizendo que Pistorius teria de cumprir pelo menos um terço de sua sentença na prisão -o equivalente a 20 meses.   Continuação...

 
Atleta olímpico e paralímpico sul-africano Oscar Pistorius ouve sua sentença por homicídio em uma corte de Petrória, na África do Sul. 21/10/2014.  REUTERS/Herman Verwey/Pool