Moratti encerra relação de 19 anos com a Inter de Milão

quinta-feira, 23 de outubro de 2014 18:44 BRST
 

MILÃO (Reuters) - O antigo proprietário da Inter de Milão Massimo Moratti renunciou como presidente honorário, acabando com a sua relação de 19 anos com o clube.

Moratti, de 69 anos, deixa o clube quase um ano depois de vender a sua participação de 70 por cento no clube para um consórcio liderado pelo magnata indonésio Erick Thohir, que substituiu Moratti como presidente do clube.

"Massimo Moratti renunciou, hoje, como presidente honorário do FC Internazionale Milano Spa, uma posição gentilmente oferecida a ele pelo Sr Erick Thohir em novembro do ano passado", diz comunicado oficial divulgado pela Internazionale Holding Srl, uma holding controlada por Moratti e seus dois filhos.

Não houve explicação sobre o motivo da decisão.

A Inter venceu cinco títulos italianos em anos consecutivos durante os 18 anos sob Moratti, entre 2006 e 2010, e também conquistou a Liga dos Campeões e a Copa da Uefa, uma vez cada, e quatro vezes a Copa da Itália.

O destaque foi a trinca com a Liga dos Campeões, o Campeonato Italiano e a Copa da Itália com José Mourinho em 2010.

Moratti, cujo pai Angelo foi proprietário do clube entre 1955 a 1968, trouxe uma série de grandes nomes para a Inter, incluindo Ronaldo, Hernan Crespo, Adriano, Roberto Baggio, Zlatan Ibrahimovic, Luis Figo, Patrick Vieira e Samuel Eto'o.

No entanto, ele teve pouca paciência com os técnicos, contratando 18 deles durante o seu mandato.

A Inter terminou em quinto na última temporada do Campeonato Italiano e teve um início inconsistente na nova campanha, estando atualmente em nono.

(Reportagem de Brian Homewood em Berne)

 
Massimo Moratti segura camisa da Inter durante evento em 15 de novembro de 2013.  REUTERS/Alessandro Garofalo