Nenhuma alegria para Suárez após Real vencer o Barcelona no “El Clásico”

sábado, 25 de outubro de 2014 17:55 BRST
 

MADRI (Reuters) - O Real Madrid diminuiu a vantagem do Barcelona na liderança do Campeonato Espanhol para apenas um ponto ao se recuperar de um gol logo no início da partida para garantir a vitória por 3 x 1, de virada, sobre o seu arquirrival no “El Clásico”, neste sábado.

Não houve nenhum retorno dos sonhos para Luis Suárez, que fazia a sua estreia pelo Barça depois de cumprir a suspensão de quatro meses por morder o zagueiro italiano Giorgio Chiellini durante a Copa do Mundo no Brasil.

O atacante uruguaio aparentava estar razoavelmente em forma e foi o responsável por fazer o cruzamento que resultou no gol de Neymar, que abriu o placar, mas não chegou perto de deixar sua própria marca, antes de ser substituído por Pedro na metade do segundo tempo.

Neymar surpreendeu um lotado e hostil estádio Santiago Bernabéu com um belo gol aos quatro minutos de partida. Aos 35, Cristiano Ronaldo igualou o placar em uma cobrança de pênalti.

O zagueiro Pepe fez 2 x 1 para os atuais campeões europeus aos cinco minutos do segundo tempo, e uma confusão entre Andres Iniesta e Javier Mascherano permitiu que o Real fizesse o seu terceiro gol aos 15 minutos com Karim Benzema, que finalizou com um belo chute.

“O time foi incrível”, afirmou o zagueiro Sergio Ramos a uma TV espanhola. “Nós sabíamos o que fazer, dominamos o jogo e não apenas tivemos a posse de bola, mas fomos muito bem nos contra-ataques”, acrescentou o jogador da seleção espanhola.

O Barça lidera com 22 pontos e o Real, que teve um início de temporada oscilante, mas tem apresentado uma forma brilhante nas últimas semanas, está em segundo, com 21. O Sevilla, que recebe o Villarreal no domingo, ocupa a terceira colocação com 19 pontos.

Quatro vezes melhor jogador do mundo, Lionel Messi teve uma apresentação discreta e continua a um tento de igualar o recorde de 251 gols no Espanhol estabelecido por Telmo Zarra, ex-jogador do Athletic Bilbao, há seis décadas.

“Nós jogamos um primeiro tempo muito bom”, disse Andoni Zubizarreta, diretor esportivo do Barcelona. “Tivemos boas chances, mas o 3 x 1 nos abalou muito e nós sofremos”, acrescentou o ex-goleiro do Barça e da seleção da Espanha.   Continuação...