Federação russa diz não ter condições de pagar salário de Capello

quarta-feira, 12 de novembro de 2014 12:14 BRST
 

Por Dmitriy Rogovitskiy

MOSCOU (Reuters) - A federação de futebol da Rússia não tem condições de pagar o treinador de sua seleção, Fabio Capello, de acordo com Sergey Stepashin, membro do comitê executivo do organismo.

“Posso afirmar que a União de Futebol Russa simplesmente não tem dinheiro suficiente para pagar o salário de Capello”, disse Stepashin, segundo informação da agência de notícias Interfax nesta quarta-feira.

“Não é algo para sentir orgulho quando não podemos pagar ao principal técnico da Rússia o que lhe devemos”, afirmou.

“Entretanto, quando assinamos o contrato com ele, deveríamos ter pensado com quais fontes financeiras iríamos pagar seus honorários. Agora precisamos encontrar estes benfeitores financeiros”.

Ex-técnico da Inglaterra, Capello não é pago há cinco meses, de acordo com reportagens da mídia russa.

O experiente italiano, que também treinou Real Madrid, Juventus, Milan e Roma, assumiu o comando da seleção russa em 2012, quando o time se classificou para a Copa do Mundo de 2014 no Brasil.

Mas o combinado teve uma campanha decepcionante e foi incapaz de passar da fase de grupos, terminando com dois pontos em três jogos e atrás da Bélgica e da Argélia em seu grupo.

Capello, de 68 anos, renovou seu contrato em janeiro para estar à frente da equipe no Mundial de 2018 em solo russo.

Segundo a mídia local, Capello assinou um novo contrato no valor de 9 milhões de euros por ano.

 
Técnico da seleção russa, Fabio Capello, durante uma sessão de treino no Maracanã, Rio de Janeiro. 21/06/2014. REUTERS/Tony Gentile