November 12, 2014 / 11:49 PM / 3 years ago

Aplaudido pelos turcos, Neymar diz ter vivido "sensação diferente"

3 Min, DE LEITURA

Neymar comemora seu segundo gol durante amistoso com a Turquia, em Istambul, nesta quarta-feira. 12/11/2014Murad Sezer

(Reuters) - Aplaudido de pé pela torcida adversária na goleada sobre a Turquia por 4 x 0, o atacante brasileiro Neymar afirmou que viveu um prazer diferente nesta quarta-feira, em Istambul, em mais uma vitória do Brasil desde o retorno de Dunga.

“É uma sensação diferente e de dever cumprido”, disse ele a jornalistas após o jogo.

Essa foi a segunda vez que o atacante foi aplaudido pela torcida adversária. A primeira vez ocorreu em um jogo do Santos contra o Cruzeiro, no estádio Independência, após fazer 3 gols na vitória de seu ex-time sobre o rival.

“São momentos que ficam marcados na minha vida e não tem como esquecer. É algo novo e muito diferente”, avaliou.

Autor de dois gols contra os turcos, Neymar já tem 42 pela seleção principal e, com apenas 22 anos, caminha para se tornar um dos maiores goleadores do Brasil. “Não estou aqui para bater meta de ninguém; quero sempre ser melhor que eu mesmo”, disse.

Os jogadores do Brasil elogiaram a rara postura da torcida turca em Istambul.

“Eles aplaudiram a melhor seleção e mostraram um grande espírito esportivo”, disse o zagueiro Miranda.

O meia Oscar, do Chelsea, acredita que o Brasil poderia ter ganhado de mais, mesmo na casa do adversário. “O time jogou muito bem hoje individualmente e coletivamente e merecia até ganhar de mais”, declarou Oscar.

Foi a quinta vitória seguida do Brasil em cinco jogos sob o comando de Dunga após a decepção no Mundial deste ano. Aos poucos, a seleção começa a resgatar a credibilidade questionada nas derrotas para Alemanha e Holanda na Copa.

“A gente pode pegar a derrota na Copa e aprender. Não dá para ficar satisfeito; temos que sempre nos superar para não voltar ocorrer aquilo de novo”, disse Neymar.

Outra marca do Brasil na nova era Dunga é a invencibilidade da defesa, que até agora não levou gol nos cinco amistosos internacionais. “Temos uma defesa sólida e um ataque rápido. Aí a coisa fica mais fácil”, declarou o zagueiro Miranda.

O envolvimento de todos no sistema de marcação é a explicação para o sucesso do Brasil na defesa, segundo o lateral Filipe Luís.

“O sucesso vem da frente com todo mundo marcando desde lá da frente. É muito importante não tomar gols, porque temos um ataque diferenciado e não tem nada igual”, afirmou o lateral.

Os jogadores terão folga na quinta-feira e depois iniciam a preparação para o amistoso com a Áustria, em Viena, na terça-feira.

Por Rodrigo Viga Gaier, no Rio de Janeiro

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below