Governo russo admite problemas com dois estádios da Copa do Mundo

quinta-feira, 13 de novembro de 2014 18:56 BRST
 

Por Dmitriy Rogovitskiy

MOSCOU (Reuters) - A Rússia está enfrentando problemas com a construção de dois estádios da Copa do Mundo de 2018, disse o primeiro vice-premiê, Igor Shuvalov, nesta quinta-feira.

"Os estádios que estão causando maior preocupação são em Rostov-on-Don e Kaliningrado", afirmou Shuvalov, que também é presidente do conselho coordenador da Copa do Mundo de 2018, a jornalistas em Moscou.

Ele não especificou os problemas no estádio em Rostov-on-Don, onde a construção ainda não começou, mas listou várias questões enfrentadas pela Baltika Arena, em Kaliningrado.

"Em Kaliningrado, os problemas não giram só em torno de financiamento, mas também de questões sobre se o investimento se justifica", disse ele.

"O solo está causando uma série de problemas e o mais importante para nós é a segurança das pessoas", acrescentou Shuvalov, que visitava outro local da Copa do Mundo, a Otkrytie Arena.

A Baltika Arena, que deve ter capacidade para 35 mil espectadores, está prevista para ser construída na ilha Oktyabrsky. O estádio fica localizado na parte central da cidade de Kaliningrado, entre dois rios, que muitas vezes inundam.

A Copa do Mundo de 2018 vai ser disputada em 12 estádios em 11 cidades, incluindo dois em Moscou, e um em São Petersburgo, Samara, Saransk, Rostov-on-Don, Sochi, Kazan, Kaliningrado, Volgogrado, Nizhny Novgorod e Yekaterinburg.

(Reportagem por Dmitriy Rogovitskiy)

 
O primeiro vice-premiê russo, Igor Shuvalov, participa de uma conferência sobre investimentos e negócios, em Moscou, na Rússia, no ano passado. 18/04/2013 REUTERS/Sergei Karpukhin